Acácia-branca ou Moringa oleifera

Ficha Técnica

Nome científico: Moringa oleifera
Sinonímia: Moringa moringa, Moringa pterygosperma, Guilandina moringa, Moringa zeylanica, Hyperanthera moringa
Nomes populares: Moringa, Morangue, Muringueiro, Árvore-rabanete-de-cavalo, Cedro, Moringueiro, Quiabo-de-quina, Morango, Árvore-dos-milagres
Família: Moringaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais, Folhas e Flores, Frutas e Legumes, Medicinal, Plantas Hortícolas, Raízes e Rizomas
Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, Himalaia, Índia
Altura: 4.7 a 6.0 metros

Luminosidade: Sol Pleno 

O Acácia Branca, ou Moringa, também é conhecido como uma planta decídua de pequeno a médio porte que tem muitos usos. É originária do Himalaia, e se alastrou por várias regiões tropicais e subtropicais do planeta devido às suas inúmeras propriedades, principalmente como planta medicinal e nutritiva. Apresenta tronco único e ereto, de 20 a 45 cm de diâmetro, com casca grossa, cinza esbranquiçada. Sua copa é aberta, peluda, e seus galhos são longos e finos. resultando na aparência de um guarda-chuva. As folhas são trifolioladas, com folíolos elípticos a obovados, de coloração verde-clara, conferindo ao conjunto foliar aspecto pinado. Floresce o ano todo, com cachos de pequenas flores brancas hermafroditas, perfumadas e cremosas. O resultado são vagens longas que murcham quando maduros para se desdobrar em três asas. Ela libera sementes pálidas, papiro e muitas sementes aladas.

A moringa é cultivada principalmente por seu valor nutricional e medicinal, pois é considerada uma planta milagrosa. É rico em nutrientes, de proteínas vitaminas, e tem ajudado imensamente no combate à subnutrição em países subdesenvolvidos. Continua a ser um parceiro poderoso para os vegetarianos devido ao seu alto teor de aminoácidos essenciais. As folhas, frutos, sementes, flores e raízes podem ser consumidos de diversas formas, desde crus, em sumos de frutas, vitaminas, saladas, até preparados cozidos em sopas, cremosos, etc. A farinha das folhas também é utilizada como suplemento alimentar. Durante o tratamento da água o pó da semente tem efeito semelhante à floculação, limpando, aglutinando e removendo as impurezas e microorganismos que se depositam rapidamente no fundo do tanque. Para utilizações médicas, consulte a tabela abaixo.

Seu uso paisagístico ainda é discreto, mas tem grande potencial, devido ao caule engrossado, com aspecto muitas vezes barrigudo, que confere certo exotismo ao horto. Fornece cerca de 50 % de sombra clara, adequada para cultivo de epifitismos e cobertura de solo de sombra parcial. Além disso, floresce o ano todo. Em alguns países, também é usado como planta em vaso. com o símbolo do calibre e cauda esculpida Semelhante ao cor-de-rosa do deserto (Adenium obesum).

Deve ser cultivada em solo fértil, profundo, drenante, neutro ou levemente ácido, enriquecido com matéria orgânica e regado regularmente no primeiro ano de plantio. No entanto, pode crescer em uma variedade de tipos de solo, evitando solos argilosos muito secos e excessivamente pesados, sujeitos a encharcamento. Uma vez bem estabelecido, torna-se tolerante a períodos de seca. Atura geadas leves, mas cresce melhor no calor tropical. Responde bem a fertilização e irrigação adicionais, produzindo mais folhas e vagens. Propagado por sementes frescos e estacas jovens ou semi-ramificadas.

Planta medicinal

Indicações: Desnutrição, Arteriosclerose, Hipercolesterolemia, Hipovitaminose, Fraqueza, Febre, Doenças infecciosas, Cólicas, Diabetes, Verminoses, Doenças do fígado e vesícula biliar, Prostatite, Câncer, Tumores, Viroses, Epilepsia, Fadiga, Glaucoma, Hipertensão, Hepatite, Lupus, Artrite
Propriedades medicinais: Anti-diarréica, vermífuga, afrodisíaca, antiinflamatória, abortiva, contraceptiva, nutriente, analgésica, antimicrobiana, antiespasmódica, diurética, vermífuga, anticonvulsivante, antiedêmico, antieplético, antifúngico, antioxidante, antipirético, antisséptico, antitumoral, antiviral, aperiente, broncodilatador, cardiodepressor, cardiotônico, carminativo, cicatrizante, colagogo, colerético, calmante, depurativo, embólico, emenagogo, emético, estimulante, estomáquico, expectorante, hipoglicemiante, hipotensivo, imunoestimulante, imunossupressor, lactagogo, laxativo, litolítico, mutagênico, rubefasciente, sedativo e vasoconstritor

Partes utilizadas: Flores, folhas, frutos, sementes, casca e raízes

TAGS:

plantas,flores,jardins,jardineiros,paisagista,tronco,cascalho,suculenta,natureza,ideia,fazer,criar,natural,verde,espaço,flora,amazonia,brazil,eua,take,care,garden,takecaregarden.com,takecaregarden.blogspot.com, pra que serve, como usar, plantas,nature,plantamedicinal,medicinal,saude,horta,deserto,takecaregarden
Postagem Anterior Próxima Postagem